(+351) 229 406 241gerallasermaq.pt

Dessensibilização

Home/Medicina Dentária/Divisão Médica/Dessensibilização

Dessensibilização

Alívio da sensibilidade dentária e dores desnecessárias

  • Solução a longo prazo para dentes sensíveis
  • Aumento significativo do conforto dos pacientes
  • Procedimento simples, Walk in – Walk out
  • Mais rápido, mais seguro e mais eficaz

 

Hipersensibilidade da dentina afeta a qualidade de vida de um doente
A hipersensibilidade dentária (DHS) ou sensibilidade dentária cervical é um dos problemas dentários mais frequentemente encontrados. Caracteriza-se por dores curtas e agudas decorrentes da dentina exposta em resposta a estímulos, tipicamente térmicos, evaporativos, tácteis, osmóticos ou químicos, e que não podem ser atribuídas a qualquer outro defeito dentário ou patologia. A hipersensibilidade pode apresentar-se em vários dentes, numa zona da boca, ou num dente específico. Pode afetar significativamente a qualidade de vida de um indivíduo, impedir uma higiene oral eficaz e, subsequentemente, afetar a estética. Como profissional de medicina dentária, pode estar na vanguarda da educação e gestão da hipersensibilidade da dentina, e fazer mudanças positivas na vida dos seus pacientes.

 

Quais são as Principais Causas para hipersensibilidade dentária?
A dentina é coberta por esmalte na região da coroa e por cemento na região radicular. Quando o esmalte ou o cemento é removido, a dentina subjacente será exposta juntamente com os túbulos dentinários, produzindo hipersensibilidade da dentina. A DHS ocorre por perda da cobertura de proteção sobre a dentina, conduzindo à exposição e abertura dos túbulos dentinários.
A principal causa da DHS é a recessão gengival com a exposição das superfícies radiculares, a perda da camada de cemento e da smear layer, e o desgaste dos dentes. A retracção gengival pode ser um sinal de traumatismo prolongado devido a escovamento excessivo ou forçado, escovamento com pasta de dentes abrasiva ou um sinal de periodontite crónica. Outras causas menos comuns são a erosão ácida e o aplanamento das raízes periodontais.

 

Dores curtas e agudas
O modelo mais amplamente aceite de hipersensibilidade da dentina é denominado teoria hidrodinâmica, que propõe que o movimento do líquido no interior destes túbulos (devido a estímulos como quente, frio, doce, pressão, etc.) pode estimular os nervos pulpares na borda polpa-dentina ou dentro dos túbulos dentinários, dando origem à “dor aguda curta” da hipersensibilidade da dentina.

 

O laser pode ajudá-lo a combater a hipersensibilidade da dentina
O tratamento a laser consegue a recristalização da dentina, produzindo uma superfície não porosa que oblitera parcial ou totalmente os túbulos dentinários e afeta a transmissão neural através da coagulação das proteínas no fluido dentinário, reduzindo assim a permeabilidade e bloqueando o movimento do fluido.
O tratamento assistido por laser da hipersensibilidade da dentina é um bom método para resolver a dor imediata e a longo prazo. Em comparação com os agentes tópicos dessensibilizadores convencionais, o tratamento com laser conduz a resultados rápidos com um tempo de tratamento mais curto e um maior conforto para o paciente. O gel fluoreto ou as substâncias dessensibilizantes utilizadas em combinação com a luz laser podem aumentar os efeitos.

Este website utiliza cookies para melhorar a sua navegação. Ao continuar a navegar está a consentir que os cookies sejam guardados no seu browser.
Concordo